Vereadores aprovam contratação de parentes e criam polêmica no interior

GO

Um projeto que permite a contratação de parentes de vereadores no município de Aragarças (GO), situado na divisa de Barra do Garças, no Araguaia, foi aprovado pelo vice-presidente do Legislativo, vereador Isac Victor de Oliveira, e deve gerar polêmica diante das vedações de nepotismo.

A tramitação desse projeto virou uma novela na cidade goiana composta por 19 mil habitantes, isso porque a proposta havia sido vetada pelo prefeito Marcos Antônio de Oliveira (PT), mas o veto foi derrubado pelos vereadores que promulgaram a lei na semana passada.

A promulgação ocorreu na ausência do presidente da Casa, vereador Ademarzinho da Farmácia, que, conforme informações, ainda havia decidido a medida a ser tomada em relação a proposta. Porém, o vice teria aproveitado a oportunidade para colocar em prática a “ideia”. “O regimento da Câmara permite”, garantiu Isac, ao defender a legalidade da contratação de parentes. “Estamos ajustando a lei para que o prefeito possa contratar parentes não só de vereaores, mas de secretários municipais e do próprio prefeito”, emendou.

O vereador argumenta que a prefeitura há muito tempo não promove concurso público e que as contratações de 18 assessores para os vereadores não vão gerar ônus ao erário público. O projeto, segundo ele, tem apoio de sete dos nove parlamentares. Todavia, os demais vereadores evitam falar sobre o assunto polêmico temendo algum desgaste na sociedade.

O vereador Marcelo de Sá que havia criticado a atitude dos colegas em aprovar a matéria preferiu não polemizar e alegou que a lei já está promulgada, com isso, não tem mais como voltar atrás. Interessante é que Marcelo, mesmo falando que é contra, o nome dele consta entre autores da matéria.

Já o prefeito Marcos Antônio mantém a sua posição contrária ao projeto sinalizando que não vai contratar parentes de vereadores como sugere o vereador Isac.

Fonte: olhardireto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *