Legislativo Municipal devolve aos cofres públicos mais R$ 30.000,00

PR

Logos após a sessão extra-ordinária realizada hoje pela manhã, o presidente da Câmara, vereador Dilmar Tonis Mafalda, ladeado por todos os demais edis, repassou ao Executivo Municipal um cheque no valor de R$ 30.000,00, destinado a Secretaria de Agricultura.

“Este valor que estamos devolvendo deverá ser usado em parceria com o Executivo Municipal para pagamento de horas máquinas na terraplanagem para construção de chiqueirões e aviários”, nos disse Dilmar, ressaltando o esforço de todos para se conseguir estes resultados.

No ano passado, por exemplo, foram devolvidos aos cofres públicos cerca de R$ 300.000,00, com os quais foi possível fazer a recuperação asfáltica de Santa Cruz a Santa Rosa do Ocoí. “Fico feliz em ver que todos desta Casa de Leis, estão contribuindo e dando a sua parcela de colaboração neste esforço de economizar para poder investir em benefício da população”, reconhece Dilmar.

“Não fui eleito vereador, mas confesso que me sinto orgulhoso de estar vivenciando este momento porque passa o nosso Legislativo Municipal”, disparou Athaide Pansera, o popular Chicão, Secretário de Finanças da Prefeitura Municipal, referindo-se ao belo exemplo de austeridade que o Legislativo Municipal vem dando com a devolução de significativos recursos ao Executivo Municipal.

Segundo Dilmar, outras obras, como o Asfalto de São Vicente deverão ser beneficiadas com essas devoluções do Legislativo. “Vamos sentar com o prefeito Armando Luiz Polita e ver quais são as prioridades. Com um poder ajudando o outro é possível haver mais agilidade nas ações”, ressalta Dilmar.

Ainda nesta sessão, foi aprovado em regime de urgência o Projeto de Lei 42/2010, que prevê repasse para a Liga de Esportes no valor de R$ 20.000,00. “Solicitamos a dispensa do parecer das comissões, tendo em vista a urgência destes recursos destinados à realização do Campeonato Municipal de Futebol de Campo que está sendo realizado”, justifica Dilmar.

Colocado em tramitação também o Projeto de Lei nº 46, que prevê a realização de melhorias no Parque Industrial.

Fonte: Jornal O Farol

2 comments

  1. Eduardo

    Tudo isso é muito bonito !
    Mas deve-se preocupar naum só em economizar para fazer campanha devolvendo dinheiro ao prefeito e sim fiscalizar o gasto do dinheiro publico para que seja bem aplicado, alem de aprovar leis que beneficiem o municipio e naum alguns. Algumas camaras passam o ano economizando para devolver ao prefeito e quando se dao conta naum fizeram uma lei de iniciativa do proprio legislativo, naum realizaram sequer uma audiencia publica etc….

  2. wanderlei salvador

    Quando vejo notícias assim, fico enojado! Fico com vergonha de ler a matéria.
    Quanta gente sem noção!

    Quer dizer que a Câmara ” fez economia, e devolveu a quantia à prefeitura, ja com destino para ações na agricultura” ?

    Quanta ingênuidade! POr quanto tempo será que ainda vamos ver espalhados pelo Brasil a fora, notícias “bombásticas” como esta?

    …..uma Câmara, que não sabe fazer seu próprio orçamento…( se soubesse, não precisava “devolver” não é mesmo?)…..ainda se juntam “TODOS OS VEREADORES” e vão até a prefeitura com o cheque, para aplicar na agricultura!

    Ta loco!

    Afinal…quando fizeram (votaram….sei la…) o valor dos recursos para aplicar na agricultura…era de brincadeirinha?

    Queria saber daquela Câmara – ou do jornal que fez a materia: Quanto é o orçamento anual da própria Câmara?

    Pra que fizeram orçamento para a Câmara?

    Para devolver à prefeitura?

    Se voces não vão utilizar, porque colocaram tanto, e agora devolvem? Ou voces fizeram uma fantasia, ou estão brincando de fazer seu próprio orçamento!

    Estipularam valores a maior para o orçamento da Câmara pra devolver? Pra que? Porque não deixaram este valor direto na conta da agricultura, para fazer o chiqueiro dos suinos…etc,,?

    Vereadores que são FISCAIS do município…não sabem cuidar de seu próprio orçamento, como podem emitir qualquer opinião, comentário ou fiscalizar as contas da prefeitura se não sabem fazer nem cuidar da sua própria conta?

    Não seria melhor terem a descencia de fazer um orçamento mais condizente com sua realidade?

    Que vergonha senhores….

    Que vergonha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *