Alteração de subsídio de vereador na mesma legislatura

MG

Súmula 72, do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG):

Face ao disposto no inciso V do art. 29 da Constituição Federal de 1988, o legislador municipal não pode legislar em causa própria, razão pela qual a remuneração dos agentes políticos municipais deve ser fixada em cada Legislatura para vigorar na subseqüente. 

3 comments

  1. Transparência Angra

    Ao ler este tópico me surgiu uma questão:

    Em Angra dos Reis-RJ, no início da atual legislatura, os vereadores votaram e aprovaram a resolução 001/2009, aumentando o número de Assessores Parlamentares em cada gabinete para até 35 assessores, de livre nomeação pelos vereadores, e a verba disponível a cada um para até R$43.800,00.

    Isso poderia ser visto também como legislar em causa própria?

    TAngra.

  2. admin Post author

    A Constituição proíbe a alteração dos subsídios dos edis. A alteração do n° de assessores, bem como, verbas de gabinete, etc. não se enquadram nessa vedação.
    Atenciosamente,
    Equipe Vereadores.net

  3. iran

    A lei org do municipio de Aroeiras PB, foi alterada por unaminidade em(2009),autorizando a reeleiçao p a mesa diretora concorrer para o mesmo cargo imediatamente subsequente.O REGIMENTO INTERNO,em consonancia com o inciso V do art.29 da CF,proibe votar proposituras de interesse pessoal,sob pena de tormar nula a votaçao.A mesa É composta por quatro dos nove vereadores,e a mudança da lei organica so É possivel com a aprovaçao de dois terço.LOGO em seguida,2009,o presidente antecipou a eleiçao,e a mesa foi reeleita para mais dois anos,2011 e2012. É CONSTITUCIONAL? Se nao é,que atitude deve-se tomar para evitar que a lei seja atropelada? NO MEU POUCO ENTENDIMENTO,ESTA MUDANÇA NA LEI ORGANICA,NA FORMA QUE FOI APROVADA,SO ENTRARIA EM VIGOR,APARTIR DE 2013.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *